Não consigo programar! 4 motivações para não desistir


Não consigo programar!

Você também já falou alguma vez isso? Não consigo programar? Não estou aqui para julgar, também já passei momentos para aprender novas tecnologias que parecia mesmo que nada fazia sentido e não conseguia entender o código e a ligação de uma coisa com outra, passo por isso até hoje principalmente quando assumo um trabalho que já estava em andamento. Entender o trabalho de outro programador pode ser bem desafiador.

Se você passa por isso não desista!   Há algumas ações que você pode tomar para continuar seu aprendizado e conseguir se tornar um excelente profissional da programação.

1. Por que você estuda programação?

Já se perguntou? Você tem pretensão de ser um programador mesmo porque ama a ideia de ser um desenvolvedor ou porque essa foi a recomendação que recebeu? É muito importante investigar nossas motivações. Todos podem programar, mas precisa realmente curtir a ideia.

Mantenha o foco na programação se você realmente quer ser um programador, avance em conhecimento, deixe bem claro na sua mente onde você quer chegar.

Aqui mesmo no nosso blog, ajudamos a direcionar seu foco mostrando o que é importante aprender para ser bem sucedido como programador.

2. Outras pessoas não podem aprender por você

Se você cursa uma faculdade ou curso técnico e tem vez por outras trabalhos em grupo, não empurre para outra pessoa a responsabilidade. Esforce-se para que você também entenda todo o projeto, todo o código criado. Quando nos envolvemos de cabeça no projeto fica mais fácil de entender o que foi criado.

Fico pasmo com pedidos que recebo as vezes para fazer um trabalho de faculdade em programação para outra pessoa. Todas as vezes de forma educada mostro para a pessoa a importância dela mesmo fazer. Me ofereço para conferir depois o que ELA FEZ. Nunca cometa esse erro de pedir para outra pessoa fazer algo que você precisa aprender.

3. Treine, treine, treine

Programar é solucionar problemas. Criar ferramentas para auxiliar em alguma tarefa ou necessidade. E no ato da criação é que entendemos a importância de cada comando da programação.

Nada melhor então do que imaginarmos cenários e desenvolver soluções para estes cenários. Sua empresa ou grupo precisa criar uma ferramenta que envia emails para um determinado grupo de pessoas? Não compre uma ferramenta que já faz isso, não utilize o Outlook. Crie você mesmo uma rotina automatizada e expansível. Você vai ver como é interessante a ideia de ter liberdade total dentro de um projeto feito por você mesmo, podendo expandir como bem entender.

4. Ame o que faz

Outra frase carimbada: “programação é para louco”. Não! Programação é para quem ama programar!

Quando você encara dessa forma a programação você não vai encarar estudar programação como um fardo e sim algo prazeroso e fala a verdade você que já criou algo, não é legal ver um código seu rodando sem erros a tarefa para qual ele foi feito? Programar pode ser muito prazeroso!

Antes de dizer não consigo programar, não desista! Você vai longe! E isso depende de você. Aqui acredito e repito: EU POSSO PROGRAMAR. VOCÊ TAMBÉM PODE!

Val Branco

Programador há mais de 20 anos, instrutor e especialista em PHP.

Criador do método de treinamento EU POSSO PROGRAMAR.

Quer saber mais? Entre em contato